Sobre a Energia Solar - Perguntas Frequentes

A Terra recebe anualmente 1,5 x 1018 kWh de energia solar, correspondente a 10.000 vezes o consumo mundial de energia neste período. Para se ter uma ideia do potencial da energia solar, em apenas 12 minutos a Terra recebe energia do sol equivalente ao consumo anual mundial de energia. O Sol é também a fonte de energia primária de todas as outras fontes de energia presentes no planeta, com exceção à energia geotérmica, energia nuclear e energia das marés. A maioria das fontes de energia existentes hoje no mundo – como hidráulica, biomassa, eólica, combustíveis fósseis e energia dos oceanos – são formas indiretas de energia solar. O Brasil possui elevados índices de radiação solar, variando de 1500kWh/m2/ano a 2200kWh/m2/ano, superiores aos encontrados na maioria dos países europeus – que variam entre 900 e 1.250kWh/m2/ano na Alemanha, entre 900 e 1.650kWh/m2/ano na França e entre 1.200 e 1.850kWh/m2/ano na Espanha, embora seja mais baixo quando comparado a regiões desérticas, como o Oriente Médio, Saara e Atacama. Basta 0,04% do território brasileiro coberto com painéis fotovoltaicos para gerar toda a eletricidade consumida no país.

Como funciona um Sistema de Energia Solar Fotovoltaica ?

 

De maneira simplificada, o sistema fotovoltaico funciona da seguinte forma: as células fotovoltaicas que compõem os painéis geram corrente elétrica ao ser expostas ao Sol. Esta energia passa por equipamentos elétricos, que tratam essa corrente para que ela fique com as características ideais para o consumo. No caso de uma residência, o equipamento será um inversor, que transformará a corrente gerada pelos painéis (corrente contínua) para os padrões das tomadas (corrente alternada de 60Hz com 110V ou 220V). 

Com a energia solar fotovoltaica posso me tornar INDEPENDENTE da rede elétrica e das contas de luz?

 

Sim, é possível. Para se tornar independente da rede elétrica, é necessário um sistema autônomo, em que o armazenamento da energia é feito por meio de baterias. Entretanto, o tamanho deste banco de baterias é uma limitação para fornecer o tempo de autonomia necessário ao sistema. Sistemas autônomos são recomendados para locais onde não há rede elétrica, como fazendas, torres de telefonia e locais remotos. Nos demais locais em que a rede elétrica já está disponível, os estudos de viabilidade indicam um sistema conectado à rede, pois o custo de instalação e manutenção de um banco de baterias é maior.

 

O que acontece à noite ou em dias nublados ?

 

A geração de energia elétrica de um sistema fotovoltaico está diretamente ligada à quantidade de luz que os painéis recebem. Dessa maneira, quanto maior a quantidade de luz, mais eletricidade será gerada. Assim, a geração de energia elétrica varia com o passar das horas, dias e meses e por possíveis sombreamentos causados pelas nuvens e outros objetos que bloqueiam a luz solar. Durante a noite, o sistema deixa de gerar energia elétrica pela ausência do Sol. Assim, é muito importante a realização de um bom dimensionamento e projeto para que se obtenha o máximo de eficiência do sistema. Todos os tipos de sistemas fotovoltaicos possuem meios de suprir esta variação ou falta de luminosidade, seja através de baterias, motor-gerador ou a própria rede elétrica convencional.

 

Sobre a instalação do Sistema de Energia Solar fotovoltaica

 

Qual a diferença entre sistema conectado à rede (On-Grid) e sistema autônomo ?

 

Os painéis fotovoltaicos utilizados em todos os tipos de sistemas são iguais. O que diferencia os tipos de sistema é a forma de suprir o abastecimento de energia elétrica nos períodos em que a geração solar é menor que o consumo. No sistema conectado à rede (On-Grid), a própria rede elétrica é utilizada para suprir esta necessidade. No sistema autônomo (Off-Grid), um banco de baterias é dimensionado para a baixa geração ou no período noturno.

 

Que tipo de sistema é mais adequado pra minha necessidade ?

 

Nos casos em que o acesso à rede elétrica seja difícil (por exemplo, em áreas rurais), o mais adequado são os sistemas autônomos (off-grid), pois o custo e o tempo para se projetar e instalar um banco de baterias serão menores do que o investimento necessário para a transmissão elétrica. 

Já em ambientes em que há abastecimento elétrico, o sistema conectado à rede (on-grid) é mais viável, pois as baterias encarecem o projeto e necessitam de cuidados e manutenções maiores.

No entanto, existem casos em que um sistema híbrido (UPS Solar) pode ser a solução mais adequada, pois os sistemas conectados à rede estão sujeitos à queda de energia (vide abaixo) e, nesses casos, um banco de baterias atende emergências em operações críticas como servidores, refrigeração e sistemas de segurança.

 

Quanto custa um Sistema de Energia Solar Fotovoltaica ?

 

Para uma residência, o investimento parte de R$ 10.000,00 - estimativa realizada para atender o máximo do consumo anual de uma família de padrão médio de consumo brasileiro (família de quatro pessoas). Para consumos maiores, os sistemas serão mais caros, mas o retorno econômico será até maior.

Para sistemas em empresas, o valor varia conforme as necessidades, desejos e objetivos da utilização de energia fotovoltaica. Os valores partem de R$ 10 mil e chegam a milhões de reais no caso de uma usina de 1 ou mais Megawatts. 

Entre em contato conosco e peça seu orçamento personalizado! Vale lembrar que o sistema fotovoltaico é modular, podendo ser dimensionado e instalado em fases. Além disso, os custos podem variar conforme a orientação e radiação do local de instalação (demandando mais ou menos painéis) e, também, conforme necessidades especiais de equipamentos, frete e mão de obra.

Além de oferecer soluções residenciais e empresariais,  trabalhamos em projetos especiais sob medida. 

Clique aqui e solicite um orçamento.

 

Existe financiamento para Sistemas de Energia Solar Fotovoltaicas ?

 

Sim! Nos casos de pessoas físicas existem algumas formas de financiamento ofertadas pelos bancos (para financiar reformas e construção), como o o Construcard da Caixa Econômica Federal.

Para empresas, já existem linhas especiais para investimentos no uso de energia alternativa, sustentabilidade e eficiência energética, como a Linha Economia Verde do Desenvolve São Paulo, BNDES e demais instituições financeiras de desenvolvimento local.

 

Quanto tempo leva pra instalar um Sistema de Energia Solar Fotovoltaica ?

 

Dependendo do acesso ao telhado e tamanho do sistema, o prazo para instalação de um sistema residencial é em torno de 1 a 4 dias. Para sistemas maiores em empresas, o tempo de instalação pode chegar até 30 dias, dependendo do porte do sistema e acesso à cobertura. Em casos de necessidade de obras e autorizações especiais, este prazo poderá variar.

Porém, é válido lembrar que os maiores prazos de um projeto fotovoltaico estão concentrados no dimensionamento, fornecimento dos equipamentos e documentação, como o parecer de acesso da concessionária local para autorização à conexão da rede (que fica em torno de 82 dias).

 

Sobre o sistema de compensação (Resolução482ANEEL)  

 

A Resolução Normativa 482 da ANEEL estabeleceu as condições gerais para a conexão à rede da microgeração e minigeração distribuída no Brasil e criou o Sistema de Compensação de Energia.

 

 

 

   Perguntas e Respostas sobre a Resolução 482 da ANEEL - Baixe o PDF  ...

 

 

 

Qual será a diferença em minha conta de energia ao instalar o Sistema de Energia Solar Fotovoltaica?

 

Sua conta de luz será reduzida e essa redução varia de acordo com a geração elétrica mensal do sistema. Caso seu sistema gere mais energia que o consumido no mês, o excedente será utilizado para abater do custo do consumo nos próximos meses. Você terá até 36 meses após a geração de sua energia para usar tais créditos. Caso o prazo se expire, Expirado o prazo, você perderá o direito sobre eles, os quais serão revertidos em prol da modicidade das tarifas de energia elétrica. Por essa razão, aconselhamos o dimensionamento de seu sistema para gerar no máximo a quantidade de energia que você consome ao longo de um ano.

 

O que é o sistema de compensação de energia ?

 

Quando um sistema fotovoltaico estiver gerando eletricidade, esta será consumida no local. Caso a geração seja maior que o consumo, o excedente é injetado na rede elétrica, gerando créditos de energia(em Kwh). Quando a geração for menor do que o consumo, será utilizada a energia da própria rede elétrica. Os créditos de energia possuem o mesmo valor da eletricidade da rede e podem ser utilizados para abater o consumo, diminuindo, assim, o valor da conta de energia.

Ao final do mês, é realizado o balanço de quanto foi injetado e quanto foi consumido. Caso em um mês a geração tenha sido maior que o consumo, os créditos de energia podem ser utilizados nos meses seguintes com validade de 36 meses. Esses créditos também podem ser utilizados para compensar o consumo de outras unidades previamente cadastradas para este fim e atendidas pela mesma distribuidora – cujo titular tenha o mesmo CPF ou CNPJ da unidade com sistema fotovoltaico.

 

É possível ZERAR minha conta de luz ao instalar o Sistema Solar Fotovoltaico?

 

Não. Você ainda terá um custo mensal com sua conta de luz. Isso acontece porque os consumidores residenciais, comerciais e de propriedades rurais (grupo B) necessariamente pagarão o custo de disponibilidade da rede. Mas pense bem, você estará injetando seu excedente de energia na rede elétrica, então, essa pequena taxa é infinitamente menor que o custo de um conjunto de baterias. Já os consumidores comerciais e industriais com maior carga (grupo A) terão de arcar com o custo da demanda contratada. 

 

Posso vender a energia gerada por um Sistema Fotovoltaico ?

 

Depende. A resolução 482 da ANEEL descaracteriza o sistema de compensação de energia como compra e venda de energia elétrica, não podendo, portanto, haver troca de valores em dinheiro. Assim, o excedente só pode ser negociado como créditos, que podem ser utilizados em até 36 meses para abatimento nas contas de luz, inclusive de outros pontos consumidores de mesma titularidade do proprietário do sistema fotovoltaico e que estejam na mesma área da concessionária elétrica. A venda da energia gerada por um sistema fotovoltaico só é viável legalmente em sistemas de maior porte, como usinas.

 

Posso utilizar o crédito de energia gerado por um Sistema Fotovoltaico noutro lugar ?

 

É possível utilizar os créditos pela energia que você injetou na rede para compensar o consumo de outra unidade consumidora da qual você também seja o titular e que seja atendida pela mesma distribuidora. Sendo assim, caso você tenha mais de uma unidade consumidora em seu nome e queira incluir todas no sistema de compensação, deverá definir a ordem de prioridade para o abatimento dos créditos. É importante ressaltar que a unidade na qual o sistema está instalado deve ser a primeira a ter o abatimento dos créditos.

 

 

Notícias do Blog : Acesse aqui

Produza sua própria ENERGIA !
e deixe o sol pagar a conta...
Financiamento em até 60 meses